top of page

Conhecendo os tipos de agulhas

O primeiro item de qualquer kit sobrevivência do crochê é a agulha e é por ela que vamos começar a série de posts sobre ferramentas e acessórios.


Qual agulha é a certa para mim?


Isso vai depender da junção de três fatores principais: o fio com o qual você trabalhará, o ponto que você escolherá… e suas mãos!


Tecnicamente falando, a agulha deve variar de acordo com a espessura do fio - quanto maior a espessura do fio, maior deve ser o número da agulha, ou vice versa. Você também pode observar que no rótulo do fio existe uma sugestão do fabricante do número de agulha a ser utilizada.


Um teste prático que você pode fazer para saber se a agulha é a certa para o seu fio é o seguinte: Pegue o fio e a agulha que vai trabalhar, passe o gancho da agulha pelo fio e puxe. O fio tem que ser do tamanho do encaixe do gancho, não pode escapar, nem desfiar o fio; se ele prender o fio é porque esta é a agulha certa para este trabalho!


Outro fator a se considerar é o tipo de ponto que você desejar fazer. Quanto menor a agulha, mais apertado será seu ponto. Consequentemente, quanto maior a agulha, mais solto o ponto.


Por fim, nāo obstante as características técnicas… a escolha final da agulha se dará pela adaptação de cada pessoa. Eu, por exemplo, comecei utilizando muito as agulhas com o cabo de bambu, mas com o passar do tempo percebi que o design da Tulip é o mais confortável para mim.


Hoje temos uma grande quantidade de marcas nacionais e internacionais, com diferentes formatos e modelos… se estiver em uma loja física, vale testar com alguns pontos para “sentir” se ela se encaixa bem na sua mão!



Alguns tipos de agulha


Existem diversos fabricantes, modelos, formatos e numerações... porém, uma coisa não muda: o tamanho da cabeça da agulha - que é medida em milímetros por todos os fabricantes.


As agulhas mais tradicionais são as niqueladas - provavelmente eram essas que você via nas mãos de sua avó, se ela se aventurava no crochê também - contudo, elas são as menos anatômicas se comparadas aos outros modelos mais novos.


Segundo a Círculo, elas são indicadas para trabalhos com linhas finas e que necessitam de um ponto firme e fechado. A composição normalmente é feita de aço.

Os tamanhos variam em: 0,60 mm - 0,75 mm -1,0 mm - 1,25 mm - 1,50 mm - 1,75 mm - 2,10 mm.


As “filhas” da agulha niquelada são as agulhas de alumínio. Hoje normalmente coloridas, elas são mais leves que suas antecessoras. Os tamanhos também apresentam maior variedade: 2,0 mm - 2,5 mm - 3,0 mm - 3,5 mm - 4,0 mm - 4,5 mm - 5,0 mm - 5,5 mm - 6,0 mm - 6,5 mm - 7,0 mm - 8,0 mm - 9,0 mm - 10,0 mm.

Cores: 14.


As agulhas de cabo de bambu e ponta de alumínio permitem uma “pegada” mais segura e confortável se comparada com as niqueladas e de alumínio modelo simples. Outro atrativo se dá à sua maior sustentabilidade quando comparadas às outras agulhas com foco maior em anatomia - com cabo de plástico/emborrachado. Tamanhos variam em: 1,25 mm (Cléa), 1,75 mm (Anne), 1,50 mm (Cléa 5), 2,0 mm (Duna), 2,5 mm (Duna), 3,0 mm (Duna), 3,5 mm (Barroco), 4,0 mm (Barroco), 4,5 mm (Barroco) e 5,0 mm (Barroco).



E se seu foco é em total sustentabilidade há ainda a opção de agulhas totalmente feitas em bambu.

Tamanhos: 2,0mm – 2,5mm – 3,0mm – 3,5mm – 4,0mm – 4,5mm – 5,0mm – 5,5mm – 5,5mm – 6,0mm – 7,0mm – 8,0mm – 9,0mm – 10,0mm - 12,0mm.


Outro modelo famoso de agulhas anatômicas são as Clover Amour. Famosas por suas cores vibrantes, elas tem o cabo anatômico de plástico que tornam o “crochetar” mais confortável. Mais em conta que as agulhas ETIMO da Tulip, elas são uma boa porta de entrada para o mundo das agulhas com cabo emborrachado, porém, com o cabo mais grosso.

Tamanhos: 2 mm – 2,5 mm – 3 mm – 3,5 mm – 4 mm – 4,5 mm – 5 mm – 5,5 mm – 6 mm – 7 mm – 8 mm -9 mm – 10 mm – 12 mm – 15 mm.


Por fim, mas de nenhuma forma menos importante: as agulhas da série ETIMO da Tulip. O toque aveludado e seu formato anatômico diferenciado fazem desta série uma grande competidora do posto número 1 de quem trabalha com crochê. A marca japonesa criadora da agulha inovou ao trazer um cabo emborrachado menor que as concorrentes, num formato perfeito para trazer a segurança para os dedos não “escaparem” para a ponta. O primeiro modelo da série é o rosa.


E se você está atrás de mais um “extra” a linha Red - a própria Ferrari das agulhas - tem a ponta fosca vermelha que ajuda a não refletir a luz e faz com que o fio deslize mais facilmente, o que permite com que o manuseio seja menos cansativo que as concorrentes. O valor mais alto do que das concorrentes vale a pena para quem trabalha várias horas com a agulha na mão - minha favorita há 1 ano, desde a primeira laçada.

Tamanhos: 1,80mm - 2,00mm - 2,20mm - 2,50mm - 2,75mm - 3,00mm - 3,25mm - 3,50mm - 3,75mm - 4,00mm - 4,50mm, 5,00mm - 5.50mm - 6,00mm - 6,50mm - 7,00mm - 7,50mm - 8,00mm - 9,00mm - 10,00mm - 10,50mm,


Fontes:


393 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page